[Resenha] Trópico de Câncer


Livro: Trópico de Câncer
Autor: Henry Miller
Páginas: 320
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: Publicado originalmente em 1934, em Paris, Trópico de Câncer foi imediatamente proibido em todos os países de língua inglesa. Tachado como pornográfico, assim como seu sucessor Trópico de Capricórnio, só foi liberado nos Estados Unidos e na Inglaterra nos anos 1960, aclamado como parte da revolução sexual. O livro foi celebrado pelos maiores intelectuais da época e se tornou um dos grandes clássicos da literatura americana. Samuel Beckett o saudou como “um evento monumental da história da escrita moderna”. E outros nomes como T. S. Eliot, Ezra Pound e Lawrence Durrell também notaram rapidamente o talento de Miller. O livro traz um relato autobiográfico e idiossincrático de Miller, que chega a Paris após abandonar nos EUA um casamento arruinado e uma carreira estagnada. Mesmo sem um centavo no bolso, Henry Miller é apresentado à boemia francesa e redescobre seu próprio talento em dias e noites de liberdade e alegria sem fim.

Uma autobiografia, onde o autor irá narrar os casos e acasos da vida de um escritor americano que vai trabalhar em Paris.

"O câncer do tempo está nos corroendo. Nossos heróis se mataram, ou estão se matando. O herói, portanto, não é o Tempo, mas a Ausência de Tempo."

A escrita é recheada de palavrões, o que já nos mostra os ambientes que ele frequentava.
Ele é um homem sozinho, gastava seu dinheiro com prostitutas e bebidas, suas atitudes diante das situações de altos e baixos mostra como ele é uma pessoa fria, pelo menos essa foi a visão que tive dele.

"Este não é um livro. É uma difamação, uma calúnia, uma falta de caráter. Não é um livro no sentido comum da palavra. Não, este é um longo insulto, uma cusparada na cara da Arte, um chute na bunda de Deus, do Homem, do Destino, do Tempo, do Amor, da Beleza, do que você quiser."

Divagaremos com ele, entre seu passado e presente, talvez fique confuso para alguns a mudança de tempo, mas com a leitura dá pra perceber quando ela acontece.
É uma obra que não agradará a todos, mas caso vocês goste de livros filosóficos, gostará de refletir sobre essa obra, pois ele mostrará uma Paris de forma real, sem o glamour que estamos acostumados a ler ou assistir.

"Às vezes, ele entrava em transe e falava em suas encarnações anteriores ou, pelo menos, como achava que tinham sido. Ou contava sonhos que, para mim, era totalmente sem graça, prosaicos, não mereciam a atenção nem de um freudiano, mas que, para ele, ocultavam nas profundezas maravilhas esotéricas que eu precisava ajudá-lo a decifrar. Ele se virou do avesso, como um paletó que está puído."

Vale a pena a reflexão.

[Unboxing] Papel na Caixa - Unicórnio #Novembro

Sobre a box:

É clube de assinatura de itens de papelaria. E você pode escolher entre os planos "VOU COM CALMA!" e receber por apenas um mês ou "RESISTIR PRA QUÊ?",
garantindo sua entrega todos os meses.
Ao assinar, você receberá em sua casa uma caixa com 6 a 12 itens
escolhidos especialmente para você. São canetas, lápis, borrachas, post-its, bloco de notas, clips, marcadores, mimos entre outros.

Tema do mês de Novembro


Confere o vídeo:




[Resenha] A Queda


Livro: A Queda
Autor: Albert Camus
Páginas: 110
Ano: 2017
Comprar: Físico


Sinopse: De um dos mais importantes e representativos autores do século XX e Prêmio Nobel de Literatura Um advogado francês faz seu exame de consciência num bar de marinheiros, em Amsterdã. O narrador, autodenominado “juiz-penitente”, denuncia a própria natureza humana misturada a um penoso processo de autocrítica. O homem que fala em A queda se entrega a uma confissão calculada. Mas onde começa a confissão e onde começa a acusação? Ele se isolou do mundo após presenciar o suicídio de uma mulher nas águas turvas do Sena, sem coragem de tentar salvá-la. Camus revela o homem moderno que abandona seus valores e mergulha num vazio existencial. Fundamental para todas as gerações.

A queda foi escrito em 1956 e nos leva a refletir sobre o comportamento humano. 
Essas reflexões serão feitas por Jean Baptiste, numa narrativa em primeira pessoa.

"Sentia-me a vontade em tudo, é bem verdade, mas, ao mesmo tempo, nada me satisfazia."

Sentado numa mesa de bar ele nos contará sua trajetória, num monólogo que fará o relato de uma confissão de um "juiz-penitente".
Ele tinha uma vida bem sucedida, morava em Paris, havia planejado tudo e fazia sucesso com as mulheres, até que um dia escutou uma risada enquanto anda na rua, um riso diferente e ouviu um barulho de alguém caindo na água, esses dois acontecimentos modificaram sua vida, resultando em reflexões sobre seus atos.

"Só reconhecia em mim superioridade, o que explicava minha benevolência e minha serenidade."

E é junto com ele que iremos refletir sobre si e sobre a humanidade, a cerca de diversos temas que irão permear por sentimentos, atitudes, religião e outros.
Confesso que não é um livro que qualquer pessoa leria, pois ele é bem rebuscado e de leitura intensa, que me deixou com ressaca literária, mas é um livro que vale a pena ser lido.

[Unboxing] Amazon - Black Friday

Confere o vídeo das minhas comprinha na black friday no site da amazon.



Links de compras:



[Resenha] A Cor das Almas


Livro: A Cor das Almas
Autora: Neide Barth Rosenscheg
Páginas: 337
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: A Cor das Almas relata uma estória fictícia de amor vivida numa época onde a cor da pele era motivo para não poder amar. Acontece na região norte de Santa Catarina, dentro do contexto histórico e cultural de descendentes de imigrantes alemães na região. Várias personagens fazem parte do enredo, enriquecendo a trama que se desenrola através das décadas e, as unindo, todo um mistério que é revelado aos poucos, fomentando a curiosidade do leitor.

Um livro intenso, reflexivo e emocionante. A cor das almas é um romance que trará o preconceito racial e as consequências dos atos dos personagens que pode modificar vidas. Conheceremos a história da família alemã Böhrnsen que se estabeleceu no Brasil, tem uma criação rígida com seus filhos que trabalham na lavoura ou em casa e tem os pais preconceituosos. Eles terão como vizinhos a família de José Loreno que é negra.

"Era absurdo o ódio que a mãe e o avô demonstravam pelos vizinhos, somente por terem a cor da pele diferente da deles."

As crianças alemãs acabam criando uma amizade com as crianças negras, eles não viam diferença só queriam curti e aproveitar os raros momentos que podiam brincar as escondidas, mas Helga (a mãe alemã) descobre e proíbe seus filhos se tornando mais rígidas com eles.

"Apreciando a imagem, deixou-se em meio à natureza rebelde que rodeava a margem alta do rio. Perdeu-se de seus sentidos e dos minutos intermináveis em que aquela visão lhe foi permitida. O eterno tomou-lhe conta, como se tudo fosse infinito."

O tempo passa, eles agora adolescentes seguiam suas vidas. Osvaldo era um rapaz tímido e trabalhador, um dia ele resolve ir ao rio e chegando lá ver uma bela jovem negra nadando. Então, ele passa a ir sempre no mesmo horário só para observá-la escondido, ao contar para sua irmã Wilma, ela diz a ele que vá falar com a jovem e no dia que ele decide ir a jovem não aparece.

"Ela sorria e ele se perdia, definitivamente, no encanto daquele sorriso, daquela pele, daquele olhar... Estava perdido e sem querer se encontrar."

Guiomar perceber que além dela mais alguém vai ao rio e decide se esconder para observá e começa a fazer isso toda vez para observar Osvaldo. 
Nesses "encontros e desencontros" um certo dia eles conversam e surge um amor puro e sem preconceitos entre Osvaldo e Guiomar, eles passam a namorar escondidos e só quem sabia e apoiava era Wilma.

"Mas como o amor é atrevido, brotava até mesmo onde o sol não batia, mesmo onde não era desejado, nem escolhido ou alimentado."

Guiomar engravida e seu pai vai até a casa do alemão Eugênio tomar satisfação e obrigar que o filho dele assuma a criança e sua filha. Eugênio diz que vai resolver a situação.
Cada personagem seguirá manipulados pelos seus pais, cada um acreditando nas "verdade" que lhe são contadas. 

"Filhos precisam crescer e somente as escolhas deles, erradas ou não, seriam capazes de torná-los homens e mulheres, de fato."

A leitura é intensa e vamos percebendo a evolução dos personagens e dividindo com eles suas angústias, alegrias e tristezas. Outros personagens serão inseridos na história que só complementará esse romance que é fictício, porém baseado nas memórias do pai da autora. 
O que a vida reserva para cada um deles? O que acontece a Guiomar e Osvaldo? Só lendo para saber.

Quer ler o livro? É só participar do sorteio!



[Unboxing] Planner 2018 - Enjoy Print

Hoje vim falar para vocês sobre Planner, está na moda, todo mundo que usar, eu já usava mais usava um pocket. Sim! Existem diversos tipos e modelos de planner.
Mas o que é um planner?
Planner é planejar! Alguns dizem que parece uma agenda e sim parece mas a diferença é que ele não tem data. Você não planeja só seu dia você planeja tudo na sua vida: estudos, trabalhos, leituras e etc.
E é algo que indico a todas as pessoas que querem se organizar e se planejar.
Bem, nesse ano que passou usei um planner pocket e uma agenda e confesso que não fui tão organizada e programada como eu gostaria. 
Muita coisa ficou a desejar. E já pensando em 2018 e nas metas que quero alcançar eu comprei um planner maior e melhor em comparação a esse ano.
Minha escolha para 2018 foi o planner da Enjoy Print com a capa de unicórnio


A vantagem da enjoy é que eles enviam junto com o planner vários itens amorzinho e o formato caiu bem para as minhas escolhas. 
Confere o vídeo que gravei mostrando os itens e tem fotos com mais detalhes aqui a baixo para vocês.






E esse é o meu planner para 2018.
E vocês usam planner? O que acham?
Qual preferem?

[Unboxing] Paper Heart Box - Animais Fofos

Hoje vim mostrar pra vocês a nossa unboxing da Paper Heart Box, ela é uma caixinha para quem ama itens de papelaria. 


Sobre a Box:

Nós somos um Clube de Assinatura cujo tema são produtos de papelaria, onde nós enviamos mensalmente, mais precisamente dos dias 27 e 30, para você uma box com cerca de 6 a 10 itens que podem ser caneta, post-it, washitape, decotape, adesivos, marcador de texto, clips, bloco de notas, caderno entre muitos outros produtos.E o valor varia de acordo com o box que você escolher
Mais informações acesse: http://paperheartbox.com.br
A caixinha desse mês teve como tema Animais Fofos.


Vejam o que foi que veio e não esqueçam de deixar seu like:



[Resenha] Uma Sombra Ardente e Brilhante


Livro: Uma Sombra Ardente e Brilhante
Autora: Jessica Cluess
Páginas: 336
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: O primeiro livro da série de Jéssica Cluess, perfeito para surpreender fãs de fantasias já bem habituados com magia, profecias e triângulos amorosos
Henrietta Howel tem o poder de explodir em chamas. Quando é obrigada a expor suas habilidades ela tem certeza de que será executada. Apenas os feiticeiros podem usar magia, e nenhum deles é mulher. Ela se surpreende quando não só é poupada da guilhotina, mas também nomeada a primeira feiticeira em séculos. Ela é a garota profetizada, aquela que derrotará os Ancestrais – seres sanguinários que aterrorizam a humanidade. Henrietta então passa a treinar dia e noite com um grupo de feiticeiros ansiosos para testar as habilidades – e o coração – da garota da profecia. Mas será que Henrietta é mesmo a garota da profecia?

É o primeiro livro de uma série e na minha humilde opinião (sim! pois não achei nada referente a quantidade), é o primeiro de sete livros, pois é isso que minha intuição de leitora me diz. (Alguém sabe a quantidade correta?)

O livro irá contar história de Henrietta, uma jovem que é professora em Brimthorn, uma "escola" onde crianças pobres vivem e ela viveu lá desde sua infância, onde foi deixa pela sua tia. E a escola terá a visita do feiticeiro Agrippa, que está lá para tentar encontrar uma criança feiticeira.
Henrietta consegue esconder que ela manipula o fogo, mas um demônio aparece para atacar seu amigo Rook, que é um impuro e possui o corpo todo marcado, pois foi ferido por um ancestral.
Os ancestrais são demônios trazidos para Inglaterra por um mago e uma bruxa, e a ordem real de feiticeiros se encontram em guerra com os ancestrais e Agrippa busca encontrar a jovem de uma profecia.

"Deu certo. A descarga de calor na minha pele fez as lágrimas evaporarem. O fogo queimou minha tristeza. Restou somente uma brasa de raiva."

Então, Henrietta luta contra a familiar (que são tipos "servos" dos ancestrais) que quer machucar seu amigo e contará com a ajuda de Agrippa e no final da luta ele deseja levá-la com ele. Só que ele será surpreendido pois ela pede que seu amigo vá junto com eles.
Ao chegar na casa do feiticeiro, ela será recebida pelos alunos do mestre e mais a frente começa seu aprendizado para dominar a feitiçaria.
Mas antes ela cruzará com um mago que a reconhece, porém ela não sabe quem ele é. E ele a perturbará em sonhos até que ela irá atrás de respostas.
O que Henrietta tem de especial? As pessoas são realmente aquilo que parecem? Será que ela é a garota da profecia?

[Resenha] Lavínia e a Magia Proibida


Livro: Lavínia e a Magia Proibida
Autor: Lucinei M. Campos
Páginas: 267
Ano: 2015
Comprar: Físico

Sinopse: Em Lavínia e a Magia Proibida, mais uma vez, a menina se verá junto aos seus amigos inseparáveis: Léo, um menino muito criativo, que imagina mirabolantes batalhas entre seus bonecos, e Lorivaldo, a fada mais rabugenta que já se viu, condenada a ficar com a menina, como castigo por ter cometido crimes em ambos os mundos.
Criaturas mágicas de caráter duvidoso, conhecidas como ilegálgicos, estão chegando ao Brasil, no momento em que acontece um dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol. Agora, a menina com 10, quase 11 anos de idade, além de seus problemas com as Marrentinhas e com os Valentões, que continuam lhe perseguindo na escola, terá a estranha chegada de um bruxo obscuro à cidade. Sua presença trará perigo para os três, que vão descobrir que há muito mais mistérios em nosso mundo do que possamos imaginar.
Desde que os segredos por trás da imponente Árvore dos Tempos foram desvendados, Lavínia corre o risco de ser capturada para fins sombrios, cercada de uma magia forte e proibida. Ela terá que encarar com outro olhar a emocionante aventura que está a sua frente.

Nesse segundo livro Lavínia está ara completar 11 anos. Sua fada Lorivaldo continua rabugento e Léo seu amigo de sempre, ganhará da fada e de Lavínia um Euneco.
Lavínia ainda é perseguida pelas marrentinhas, porém esse é um ano diferente, pois o Brasil sediará a copa e muitas pessoas irão prestigiar os jogos.

"...magia também pode ser poder. E poder sempre nos cega."

Mas  alguns não são humanos, são ilegálgicos, que segundo o guia do faduário, são pessoas que não estão autorizadas a fazer magia e são tidas como não confiáveis.
Lavínia vai viver uma guerra interna, pois está entrando na adolescência e o que antes não a incomodava, agora começa a incomodar, inclusive as perseguições das marrentinhas da escola.

"As crianças podem ser muito cruéis quando jovens e sem  a orientação de um adulto, e em nossa sociedade geralmente a educação e o bom comportamento dos filhos são deixados para os professores,  e outros profissionais, que não têm a obrigação. Grande erro de uma sociedade moderna."

Quando a copa chega, junto com ela Kaus o irmão de Lorivaldo quer a todo custo o sangue de Lavínia e em sua primeira tentativa de pegá-la, a menina será salva por Fingal, um ilegálgico. Ele acabará cruzando algumas vezes o caminho da garota a ajudará.
Lavínia, junto com Léo e sua fada passarão por várias aventuras, tendo que lutar para que nada de ruim aconteça a eles e nem a ninguém a sua volta, pois parece que Kaus não se importa com o que os humanos possam ver.
Novos personagens serão inseridos nessa trama, será que uma guerra irá acontecer? O que acontecerá aos personagens? 
Lavínia acabará se surpreendendo consigo!

[Filme] Liga da Justiça

Eu precisa vim falar desse filme para vocês! É um dos melhores (se não for o melhor) filme que assistir esse ano. 
Gente! Que filme maravilhoso foi esse? 
Não sou nenhuma expert em cinema (que fiquei claro), aqui consta apenas minha opinião como fã e expectadora.
Para mim os atores conseguiram desenvolver bem seus papéis nos personagens, sou suspeita pra falar da mulher maravilha (já que adorei o filme dela), mas confesso que por o flash ali só pra fazer a parte cômica do filme não me conquistou (me lembrou o homem-aranha em Guerra Civil, bobinho no meio dos heróis). Mas isso não significa que ele não tenha desempenhado bem o seu papel. 
Os efeitos e as cenas foram bem desenvolvida. 
No geral é um filme que gostei bastante e super recomendo.


Sinopse: Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes - Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) -, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.
Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot e mais.
Duração: 120 min
Diretor: Zack Snyder
Gênero: Ação
Classificação: 12 Anos

Confiram o trailer:


Vale muito a pena assistir!

[Resenha] Nova Rajux


Livro: Nova Rajux
Autor: Lucas de Lucca
Páginas: 207
Ano: 2017
Comprar: Físico


Sinopse: Três grandes deuses – Melabu, Rajux e Armon – deram origem a três grandes reinos. Seguidores do deus Rajux invadiram uma importante cidade portuária do reino de Melabu e dizimaram toda a população, proclamando aquele território como Nova Rajux.O Escolhido de Melabu, líder político e religioso, convoca então três de seus melhores homens para a arriscada missão de assassinar o rei usurpador de Nova Rajux.DRAXGAR, O HEREGE, é meio demônio e meio dragão.DRARRAR, O ESCRAVO, é meio humano e meio urso-polar.MENFUR, O SOLDADO, é meio elfo e meio anão.O destino não poderia ter unido personagens mais distintos. Antes de cumprir sua mortífera jornada, deverão aprender a lidar com suas inconciliáveis diferenças.À medida que adentram o território e enfrentam perigos inimagináveis, distanciam-se cada vez mais do objetivo inicial da missão. Nossos heróis não apenas se confrontarão com seus ideais a respeito do reino em que vivem, como também descobrirão a si mesmos.Com uma narrativa leve e cheia de ação, cada página de Nova Rajux reserva ao leitor uma surpresa – agradável ou não. Mais uma aventura empolgante para divertir e fazer pensar de Lucas de Lucca. O importante aqui é a aventura. O fim é apenas mais um capítulo.

Esse livro me surpreendeu, gosto da escrita do autor mas achei bem diferente de seu livro O Corvo Negro, pois fui com uma expectativa e como disse fui surpreendida, de um jeito bom.
Nesse livro iremos conhecer personagens bem mistos dos reinos de Melabu, Rajux e Armon, cada um governado por seus deuses e suas crenças.

"O lema dos seguidores de Rajux é, como Juny diz: "Apenas os bravos têm honra". Já o lema dos seguidores de Melabu exclama: "Que o mundo caia fora dos nossos muros". Já os seguidores de Armon tinha uma visão mais peculiar. "O cemitério está cheio de seguidores de Rajux".

O Escolhido que rege Melabu enviará três de seus servos a Nova Rajux para que matem o suposto rei dessa cidade.
Draxgar Melabu que meio-dragão e meio-demônio, Menfur Exílio que é metade anão e metade elfo e  Drarrar Além um humano gerado por um urso polar.
Os três embarcarão nessa jornada para cumpri o combinado, mesmo sabendo que talvez não sejam bem sucedidos.
Após sermos apresentados aos personagens embarcaremos juntos com eles em sua trajetória, onde eles descobriram mais sobre si do que possam imaginar.
Cada capítulo é uma aventura pelas cidades, na tentativa de se chegar a Nova Rajux. Será que eles vão consegui?
A escrita do autor detalhando o ambiente consegue nos deixar totalmente inseridos na história, quando vi em poucas horas tinha terminado o livro.
A diagramação está linda e as imagens da um up a mais nas histórias.


Unboxing Turista Literário #17 (Outubro)

Unboxing do Turista Literário do mês de Outubro, foi bem bacana, gostei de todos os itens.


Confiram o vídeo! E não esqueçam de deixar um LIKE:


[Sessão Exclusiva] Liga da Justiça

Vamos falar sobre o evento que participei com a galera da Sessão Exclusiva (se ainda não curti a página deles curte aqui).


 A entrada estava liberada para o cinema às 8h onde foi formado a fila para entrar na sala. Esse é a segunda sessão que eles fizeram e tinha em média umas 200 pessoas, sim eu não pensava que teria um público tão grande assim, e confesso que isso me impressionou e achei maravilhoso!


Na entrada as pessoas receberam seus kits de acordo com a escolha, tinha kit do Batman, Mulher Maravilha, Aquaman, Flash e Cyborg (acho que esqueci algum?)



Dentro da sala do cinema aconteceram algumas atividades, o filme foi um dos melhores que assistir esse ano (depois trago uma postagem sobre ele) e ao final da sessão houve alguns sorteios.

Quero parabenizar a equipe da Sessão exclusiva, foi um evento maravilhoso e que venham vários outros e claro que se der estarei presente. 
Contra-tempos acontecem em qualquer evento e nem sempre temos a satisfação de 100% do público, mas acredito que a maioria que participaram desse já estão empolgados para a próxima sessão e claro já tem data marcada!

Dia 19 de Abril de 2018 - Sessão Exclusiva Guerra Infinita
Maiores informações (Aqui)


[Unboxing] Clube Casa Geek #Outubro

Clube de decoração onde eles envia uma caixa misteriosa com 4 produtos de decoração, conforme o tema que combina com o seu estilo, são quatro estilos Geek (minha assinatura), Vintage, Criativa e a Temática.


Confiram o que veio na minha caixa de outubro:



Que fazer assinatura? Acesse Aqui

[Resenha] A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil


Livro: A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil
Autora: Becky Chambers
Páginas: 352
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: Você nem imagina os mistérios que existem do outro lado do universo. Se tiver coragem de desbravá-los, é melhor se preparar. Essa não será uma jornada rápida e os perigos podem surgir a cada momento, de onde menos se espera. A boa notícia é que você não estará sozinho. Milhares de leitores em todo o mundo já embarcaram nas páginas dessa que é A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil. O livro de Becky Chambers é um marco recente no universo da ficção científica. Lançado originalmente através de financiamento coletivo pela plataforma Kickstarter, ele conquistou a crítica especializada e os ainda mais exigentes fãs do gênero, sendo indicado para prêmios respeitados, como o Arthur C. Clarke Award e o Hugo Award. Um dos motivos do sucesso de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil é a abordagem da história. Elementos essenciais em qualquer narrativa sci-fi estão muito bem representados, como a precisão científica e suas possíveis implicações políticas. O gatilho principal é a construção de um túnel espacial que permitirá ao pequeno planeta do título participar de uma aliança galáctica. Mas o que realmente torna único esse romance on the road futurístico e muito divertido são seus personagens. Instigantes, complexos, tridimensionais. A autora optou por contar a história de gente como a gente, ainda que nem todos sejam terráqueos, ou mesmo humanos. A tripulação da nave espacial Andarilha é composta por indivíduos de planetas, espécies e gêneros diferentes, incluindo uma piloto reptiliana, uma estagiária nascida nas colônias de Marte e um médico de gênero fluido, que transita entre o masculino e o feminino ao longo da vida. Temas como amizade, força feminina, novos conceitos de família, poliamor e racismo fazem parte do universo do livro, assim como cada vez mais fazem parte do nosso mundo. Becky Chambers segue os passos da pioneira Ursula K. Le Guin e inclusive presta homenagem à inventora do ansible, um dispositivo de comunicação interplanetária, em sua obra. A visão feminina e acurada de autoras como Becky e Ursula permite desconstruir velhos clichês e quem sai ganhando são os amantes da literatura sci-fi, de todas as espécies gêneros. Outras fontes ajudaram a formar a autora de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, Carl Sagan e Star Trek, por exemplo. Mas certamente suas influências estavam em casa. Becky é filha de um casal de cientistas espaciais e neta de um dos participantes do Projeto Apollo da Nasa. A ciência é algo importante na família. A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil é o primeiro livro de ficção científica da coleção DarkLove. Livros escritos por autoras com grandes histórias para contar, prontas para desbravar novos mundos. E ele consolida a DarkSide Books no fantástico universo de sci-fi. A editora já lançou Star Wars: A Trilogia, novelização dos três primeiros filmes da saga, e O Homem que Caiu na Terra, de Walter Tevis, romance que deu origem ao primeiro filme de David Bowie como ator, dirigido por Nicolas Roeg em 1976



Andarilha uma nave de perfuração, ou seja, uma nave que constrói passagens pelo espaço e é a casa da tripulação comandada por Ashby.
Uma tripulação composta por diversas espécies que se entendem e se vêem com uma família e o capitão irá contratar uma guarda-livros, a Rosemary que foge de seu passado, pois algo constrangedor aconteceu e ela evita falar de sua família e por conta disso é que ela decide viver no espaço.

"Só porque ela é esquisita não significa que não mereça companhia."

A tripulação é composta por um algaísta Corbin, que é bem pé no saco, mas no decorrer do livro descobriremos um pouco sobre sua história. Kizzy a técnica mecânica e Jenks o técnico de computação que tem um amor pela IA da nave, Lovely. Sissix a piloto, que conheceremos mais sobre a sua espécie no decorrer da leitura. Dr. Chef que é o médico e cozinheiro da nave e Ohan, além do capitão e Rosemary.
Apesar da nave ser antiga eles tem o conforto e o material necessário para sua vivência e trabalho.

"Os sentimentos são relativos. No fundo, são todos iguais, mesmo que venham de experiências distintas em intensidades diferentes.

Só que surge a oportunidade de maior ganho que dará para fazer melhorias na nave, eles terão que ir fazer uma perfuração no espaço de Hedra Ka, um luar que está e guerra e a viagem até lá é longa e cheia de surpresas.

"Medo. Uma emoção ancestral, que servia para fazer as formas de vida primitivas se afastarem de potenciais predadores. A constante universal da vida. O medo de rejeição, criticas, de fracasso ou perda - todos eram causados pelo mesmo reflexo arcaico de sobrevivência."

Nesse tempo de viagem iremos conhecer mais sobre os personagens, a tripulação descobrirá o que Rosemary esconde. Será que vão aceitá-la?
É um livro que falará da amizade, família, poliamor. Pura ficção cientifica que te encantará e te fará sentir próximo aos personagens.

Melhores Momentos da 4ª Feira do Livro Livre - Buenos Aires

Como falei aqui no blog em um post passado, a editora Illuminare promoveu a 4º Feira do Livro Livre em Buenos Aires com o lançamento de três antologias:

Policial à brasileira: contos policiais


7 Pecados Capitais: contos secretos


Galáxias Ocultas: contos de ficção cientifica.


E além dos lançamentos, outros livros publicados pela editora deve seu destaque no evento.








E não esqueçam:

A Illuminare é um Grupo Editorial Illuminare: editora, revista e livraria.
Temos seletivas de contos (até 30 DE NOVEMBRO) e recebimento de originais para publicação e destaque na 44ª Feria Internacional del Libro de Buenos Aires / 2018.

[Resenha] Camila


Livro: Camila
Autor: Matheus Ferrarezi
Páginas: 83
Ano: 2016
Comprar: Físico

Sinopse: O nome “Camila” pode não significar nada para você que me lê, mas, para mim, este nome tem o mesmo poder de uma força divina. Por este nome, cheguei a quase cruzar Florença inteira, inclusive passando pela Somália, aceitei minha prisão como um mártir, e espero pacientemente meu carrasco me chamar ao fuzilamento.Assim, você entenderá como, por causa de um amor infrutífero que tinha de tudo para não sê-lo, mas que o foi por puro preconceito, cheguei ao fundo do poço.

Um livro curto que nos trará um romance, onde o personagem faz tudo por amor.
No livro Camila iremos conhecer Gennaro Battisti, um rapaz que virou andarilho após seu pai assassinar sua mãe, tocar fogo na casa e fugi com a amante.

"Ela tinha razão, sentia saudades de ter uma família, por mais problemática que ela se tornará."

Gennaro, conhecerá o cigano Constantin e surgirá uma amizade entre eles após salvá-lo de uns policiais. Constantin, o levará para a pousada de Sr. Leopardi que também se tornará amigo de Gennaro.
Um ele conhecerá Camila e seu amor por ela fará com que outras perdas e obstáculos surja na sua vida, pois ele não passa de um andarilho e ela filha de um duque.

"Se você ama muito algo ou alguém, jamais deve abandoná-lo!"

Um amor proibido. Será que o amor irá superar os obstáculos? Será que realmente é melhor morrer de amor do que viver sem ele? Gennaro embarcará na sua trajetórias de perdas, amor e consequências.

"O amor faz com que façamos coisas que nunca alguém faria em seu juízo normal. O amor remove barreiras, acendendo a chama da autoestima, em nossos corações."


Uma leitura leve e fluída que recomendo a todos.