Ed. Illuminare Conquistando Espaço Para Seus Autores

Agora em Maio a editora Illuminare estará levando 6 autores nacionais para dois eventos em Buenos Aires.



3ª Feira do Livro Livre - Patrocinado pela Illuminare - a se realizar no Centro Cultural Brasil Argentina - Buenos aires/Argentina
5 de maio as 19:00


43ª Feira Internacional do Livro 
6 de maio das 16 as 18:30
Stand da Embaixada Brasileira.

Os livros que serão lançados nesses dois eventos são:



LIVRO: GRITOS DE REVOLTA
Crônicas de Protesto Social


LIVRO: MULHERES FATAIS
Contos Policiais


LIVRO: ESCRITOS DE UM VERÃO
Contos, crônicas e poesias tematica livre

LIVRO: ESPINHOS E ROSAS
Historia de Vida - Edição Bilingue Portugues/Espanhol

Todos os autores abaixo, estão em algum dos livros acima.
Os autores que a Illuminare vai apresentar são:

Carlos Aparecido da Silva Abreu, natural de Taubaté. Pseudônimo Carlos Asa. Formado em magistério, organizou grupo de teatro estudantil exercendo as funções de ator, diretor, escritor e coordenador do grupo. Trabalhando com peças próprias, priorizando a participação das crianças e jovens da escola com o objetivo de promover a socialização e desenvolvimento emocional, com participação em duas edições do Festival de Teatro Estudantil promovido pelo SENAC Taubaté. Faz parte, atualmente, do quadro de servidores do Ministério Público do Estado de São Paulo. Autor de diversos contos em antologias. Autor do livro A Pequena Florista.

Fernando Nunes, natural de Porto Alegre, advogado e Membro da ALB (MG) e da ALUBRA (SP). Diversos contos publicados em coletâneas e antologias. Autor do livro Microcontos Ecléticos.

Alexandre Braoios, paulista, biomédico, docente da Universidade Federal de Goiás – Regional Jataí. Possui contos publicados em diversas antologias. Autor do romance Coisas de Menino.

Cecília Torres, nascida em São Paulo. Professora, pós-graduada em Literatura e Língua Portuguesa pela Unip, trabalha como professora de português e inglês. Já publicou diversos contos em antologias e coletâneas.

Valéria Gravino, advogada, articulista, possui dois títulos de MBA. Autora do livro “A responsabilidade do sócio na execução fiscal”, que alcançou o 1º lugar dos mais vendidos da Amazon e de “Enquanto espero”, concorrente do Prêmio Kindle de Literatura 2016. Publicou diversos contos em antologias.

Tito Prates: escritor e pesquisador literário. Publicou o livro Viagem à Terra da Rainha do Crime e diversos contos em antologias nacionais e internacionais. Ganhador de prêmios literários, lançou em 2016 a única biografia em língua portuguesa de Agatha Christie "From my Heart". Embaixador brasileiro de Agatha Christie (“cargo” concedido em Londres por Mathew Prichard, neto e administrador do legado da escritora).

Todos esses autores não pagaram absolutamente nada para participar de nenhum dos dois eventos. A Illuminare esta patrocinando os eventos e conquistando esses espaços para seus autores. As entradas da Feira Internacional do Livro, os livros para divulgar, doar e sortear, camisetas, banners e brindes tudo é patrocinado pela Editora.

Porque ela investe nos seus autores!

Fica a dica!

[Resenha] Harry Potter e o Cálice de Fogo

Título Original: Harry Potter and the Goblet of fire
Autora: J.K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 535
Ano Lançamento: 2015
No quarto ano em Hogwarts, Harry Potter, embora ainda sem idade suficiente, é misteriosamente selecionado pelo Cálice de Fogo para competir no arriscado Torneio Tribruxo. Estranhos sinais luminosos no céu mostram que Voldemort pode estar anunciando sua volta. Além disso, a marca na testa de Harry não pára de doer, o que sempre significa que algo muito tenso está para acontecer. Harry e seus amigos precisam enfrentar testes terríveis, dentro e fora da gincana. Será que estão preparados?

Quarto livro da saga Harry Potter, e mais uma vez com um extraordinário talento da J.K. Rowling, que deixou uma obra repleta de aventuras e muita, mas muita emoção e perigos em cada página.

Na obra, vamos acompanhar o Torneio Tribruxo, uma competição entre as três maiores escolas de bruxaria: Hogwarts, Beauxbatons e Durmstrang, sem contar que acontece à Copa Anual de Quadribol, deixando Harry totalmente pirado pra assistir.

Esse Torneio Tribruxo só pode ser escolhido alunos com mais de dezessete anos, só que misteriosamente Harry é escolhido e forçado a compertir, gerando certo desconforto entre os alunos, diretores e professores.

Mais uma vez vemos os insuportávei dos Dursley, ainda que brevemente, pois Harry junto com Hermione e os Weasleys vão para Hogwarts assistir a Copa do Mundo de Quadribol.

J.K. Rowling continua sendo uma escritora genial em todos os sentidos possíveis e inimagináveis, nesta obra o leitor é levado para inúmeras aventuras e muitos desafios, notei que nessa obra, já começa ficar mais sombrio e cheio de enigmas.

O Torneio Tribruxo é de tirar o fôlego, são diversos desafio que os melhores dos melhores alunos vão ter que enfrentar e apenas um torna-se o campeões.

Os misteriosos Comensais da Morte conjuram a Marca Negra, causando pânico entre os bruxos e diversos alunos, deixando uma história bem enigmática e sombria.

Fiquem ligados que em breve terá resenha do quinto livro da Saga Harry Potter, não deixem de comentar e compartilhar.


[Resenha] O Último Abraço


Livro: O Último Abraço
Autor: Vitor Hugo Brandalise
Páginas: 138
Ano: 2017

Sinopse: Em um ensolarado domingo de setembro de 2014, Nelson Irineu Golla, 74 anos, atendendo à súplica da esposa, Neusa, 72, abraça-se a ela com uma bomba de fabricação caseira junto ao peito e acende o pavio. Embora pareça um romance, O último abraço é uma grande reportagem, cujo leitmotiv é o desejo dos protagonistas de morrer. Ela, depois de dois AVCs, definha numa clínica para idosos; ele, inválido de um braço, não suporta mais vê-la implorando com os olhos para que a matem. O caso, que ficara conhecido na Justiça como “um Romeu e Julieta da terceira idade”, é aqui reconstituído por Vitor Hugo Brandalise nos mínimos detalhes.

A eutanásia é definida como a conduta pela qual se traz a um paciente em estado terminal, ou portador de enfermidade incurável que esteja em sofrimento constante, uma morte rápida e sem dor. É prevista em lei, no Brasil, como crime de homicídio. (Site)

 Como diz a própria sinopse parece um romance, mas é uma reportagem. 
Nesse livro o autor irá trazer a história de "Seu" Nelson e Dona Neusa, casado há 54 anos, tiveram uma vida feliz, ele a amava e ela também o amava, uma cumplicidade fantástica.
Construíram sua vida e sua família com bastante trabalho, até que um dia ele fica inválido de um braço e ela sofre seu primeiro AVC, passaram por dificuldades e ela é levada a uma casa de idosos, retorna para casa e é quando ela sofre seu segundo AVC. A situação tende a piorar e acaba chegando a um estado vegetativo.


"Diante de suas opiniões a respeito da velhice, os filhos se perguntaram como ele trataria Neusa, cada dia mais dependente. A rabugice do pai piorava a cada dia, e os filhos temeram que ele a tratasse com impaciência ou de forma rude. Mas, desde o primeiro AVC, não foi o que aconteceu. Com a doença da esposa, Nelson foi forçado a enfrentar seus medos. Acompanhou de perto o que significa envelhecer."

Nelson vê a tristeza nos olhos de sua esposa e resolve tirar a dor dela e dele, cria uma bomba caseira e a abraça junto ao seu peito.
É uma história emocionante de se ler, que me fez chorar demais.
Não sei se eu teria coragem de um ato de amor desses, sim para mim foi um ato de amor, de não querer ver o outro sofrer e de não sofrer.


"Nelson sentia-se solitário naquele tempo. Como se não bastasse a falta de Neusa, onde estavam amigos e parentes? Onde estavam aqueles que antigamente os rodeavam e lotavam o salão do terceiro andar? Eram agora "seus inimigos"? Alguns haviam morrido, é verdade, mas nem todos. O telefone de casa já não tocava mais, e poucos além dele, dos filhos e dos netos visitavam Neusa na Novo Lar."

O caso foi levado a justiça e ficou conhecido como "Romeu e Julieta da terceira idade". O autor trás relatos dos filhos e cartas dos amigos do casal, além de informações da justiça, e um pouco sobre a Eutanásia no Brasil.
É uma história real que vale a pena se ler.



Quer adquirir o livro? Acesse aqui!

[Resenha] Origem do Além


Livro: Origem do Além
Autor: Evezel
Páginas: 388
Ano: 2016

Sinopse: O Sol e o Caos travam uma incessante batalha pela liderança do novo Sistema que surgiu em uma nova Galáxia, chamada Via Láctea. Tudo está sob o controle do Sol até que a sucumbência de um planeta, ineditamente envolto de trevas que nem o mais brilhante dos brilhantes consegue iluminar, acontece. Cabe ao mesmo recrutar as forças do Sistema Solar. Apresentam-se apenas doze corajosos guerreiros. São eles: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Está nas mãos da, agora nomeada, Armada do Sol lutar contra o Caos para impedir que o planeta, e mais tarde o Sistema todo, seja envolto de escuridão. Mas antes da guerra começar, terão de guerrear contra si mesmos, em uma batalha interior para provar que estão preparados.

Demorei para terminar de ler esse livro, pois eu não queria abandonar os personagens e achei fantástica a ideia do autor.
De início seremos apresentados a criação do Sistema Solar e a tentativa do Caos de dominar tudo, o que não consegue, pois o Sol consegue eliminá-lo.
Mas diante de toda criação novamente o Caos surge e dessa vez o Sol irpa precisar de guerreiros (signos) para destruir o Caos.
a leitura é bastante detalhada e as características dos guerreiros são as características trazida na nossa astrologia e isso é bem bacana.
Após serem recrutados e tudo planejado eles partem para onde o Caos está instalado.
Podemos ver uma mistura que nos remete ao que lemos na Bíblia com a história contada no livro.

"- Eu conheço isso, chama-se Oceano. Eu tenho controle total sobre eles. - disse Peixes, que logo apontou para frente seu tridente e fez com que aquela extensa água abrisse um caminho sólido no meio."

Somos apresentados as personalidades dos guerreiros em meio a batalha nas umbras. Os 12 irão se separar em grupos de 3 (cardinais, fixos e mutáveis). 
Então eles partem para batalha e após derrotar o primeiro umbral cada guerreiro terá sua batalha interna, após eles guerrearem internamente, partem para a batalha definitiva contra o Caos.
Quem irá vencer? O bem ou o mal?
Qual lados os guerreiros irão escolher?
Vale salientar que as constelação, galaxias e estrelas trazidas no livro são baseadas na nossa realidade.

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

[Parceira] Editora Illuminare - Renovada

É com grande honra e prazer que venho informa a vocês que nossa parceria com a Editora Illuminare foi RENOVADA

\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/


A Illuminare nasceu em janeiro de 2014, fruto do desejo de unir livros e leitores, democratizando a leitura e descobrindo novos talentos na literatura nacional e internacional.
Essa é a terceira vez que renovamos a nossa parceria e me sinto honrada por isso.
O objetivo da Editora Illuminare é abrir caminhos para novos escritores brasileiros na busca da concretização dos seus sonhos onde encantar o leitor é o foco principal.

Venham conhecer um pouco mais sobre a editora:

Face I ou II | Site

Nossas Resenhas da editora:


Mais uma vez obrigada a Editora Illuminare



[Parceiro] Lucinei Campos

É com grande prazer que hoje venho falar de mais um autor parceiro do nosso blog.

Vamos conhecê-lo:


Biografia:

Nascido em 16 de outubro de 1983, Lucinei M. Campos é um jovem professor e escritor de alma e profissão. Carioca, foi criado nas ruas da Maré, um dos maiores complexos de favelas do Rio.
Formou-se em História e se especializou em História da África e da Diáspora Africana no Brasil. Divide sua carreira de escritor lecionando na rede pública estadual de ensino local para jovens, adolescentes e pré-adolescentes.
Atua no mercado literário como autor independente, sendo conhecido como o Mago Branco, devido à fantasia de um dos personagens de seus livros, que utiliza em suas apresentações. Além da série Lavínia, acaba de lançar o romance juvenil Violeta não Sabe Amar, sua primeira obra no formato digital.
Lavínia e a Árvore dos Tempos, lançado em 2014, veio para concretizar um sonho de menino em ver uma criação sua sair do seu imaginário e se integrar ao de outras pessoas: adultos, jovens e crianças que, assim como ele, tem o espírito inquieto a procurar e a contar sempre novas e boas histórias. Lavínia e Magia Proibida, lançado na Bienal do Livro do Rio, em 2015, dá continuidade a esse sonho.
Ambos os livros são infantojuvenis que abordam ao mesmo tempo fantasia e realidade, com temas recorrentes e atuais, mas com leveza e humor. Talvez por isso, tem sido muito bem aceito entre esse público e os demais, estando sempre presentes em eventos do ramo, inclusive em outros estados. Em 2016, os livros percorreram importantes eventos literários, como o Flipoços, o Salão do Livro Vale do Aço, as bienais do livro de Minas e de Juiz de Fora; além da de São Paulo e de Brasília.
Devido a sua ligação com o universo escolar, os livros têm sido adotados como paradidáticos em turmas dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares do Rio, se encaminhando para serem distribuídos em outros estados.

Conhecendo seus livros:

Lavínia e a Árvore dos Tempos 


Se você se visse cercado por seres nunca vistos antes, como uma fada homem rabugenta, que carrega uma peixeira e detesta humanos? Aconteceu com Lavínia, uma menina de nove, quase dez anos, um pouco diferente das meninas de sua idade que teve sua vida transformada, ao receber uma fada distinta a qualquer criatura mágica conhecida. Laus detestava seres humanos, e por esta razão, teria de cumprir pena ao seu lado por todos os males feitos contra os mesmos. O que seria um presente para a menina era um castigo para ele, que para entrar no nosso mundo teve que tocar seu dedo num livro que o transformaria em um típico morador da região escolhida. Mas, por engano, tocou num lugar bem oposto à terra da menina. Assim, seu nome, sua varinha, suas roupas, se modificaram completamente. Laus passou a ser Lorivaldo, e sua varinha, uma peixeira.
Juntos, vão desvendar os segredos da imponente Árvore dos Tempos, que dá pergaminhos no lugar de frutos, e onde surgem nomes de pessoas importantes para a história da humanidade. O que pode revelar traços de coisas misteriosas e em comuns que há entre os dois e o mundo dos quais pertencem. 

Lavínia e a Magia Proibida 


Lavínia está crescendo e com ela as dúvidas e curiosidades. Agora, com 10, quase 11 anos de idade, mais uma vez a menina se verá junto aos seus amigos inseparáveis, Léo e Lorivaldo, em meio a novas aventuras. É que criaturas mágicas de caráter duvidoso estão chegando ao Brasil no momento em que acontece um dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol.
Além de seus problemas pessoais com os Valentões e as Marrentinhas na escola e com a loucura de ter uma fada homem e bem rabugenta ao seu lado, a estranha chegada de um bruxo misterioso à cidade trará perigos, principalmente para ela, que corre o risco de ser capturada desde que souberam de seu nome na Árvore dos Tempos.
Juntos, os amigos vão descobrir que há muito mais magia em nosso mundo do que possamos imaginar e que nem sempre ela é permitida pelos seres que a rege. Lavínia terá de ser forte para escolher um lado, diante do que encontrará.

Violeta não Sabe Amar 


É possível alguém não saber amar?
Violeta acredita que sim. A menina de 15 anos de idade, viciada em biscoito recheado de baunilha e fã da banda Coldplay odeia o amor com todas as suas forças, enquanto a romântica Duda se apaixona quase todos os dias. Junto a Nico - o menino calado, que gosta de anime e que completa o trio inseparável de amigos - Violeta bola diversas armações para afastar Duda de suas paixonites e se vê em algumas roubadas, como poder perder a amizade de sua melhor amiga e sustentar suas convicções sobre os seus sentimentos.
Será que Violeta não sabe mesmo amar?

Entrem em contato com o autor e adquiram os livros:

Facebook: /Lucinei M.Campos 
/LucineiMCampos 
/LaviniaeaArvoredosTempos 
Instagram: @lucineimcampos 
Twitter: @lucineimcampos 
Google +: Lucinei M. Campos 
Skoob: Lucinei M. Campos

[Resenha] Maria do Sol



Livro: Maria do Sol
Autora: Alice Raposo
Páginas: 127
Ano: 2016

Sinopse: “Um crime, uma culpa, um fantasma...”Todo livro tem sua história, algo que foi o propulsor para sua criação. Maria do Sol surgiu de uma madrugada que trouxe um sonho. Durante o dia se materializou em um conto. Dois anos após, voltei-me para ela e a concluí.Pedrinho e Maria do Sol irão nos levar por um caminho sem volta. É claro! Pois todo percurso que se segue não há como retroceder em suas consequências. Por isso, agir sem pensar não é um meio a se seguir. Seremos morada das consequências de nossos atos.Portanto, é tão importante analisar cada passo que será dado, não matematicamente como num jogo, pois a existência se tornaria fria e sem vida, mas com verdade, diálogo e sinceridade no agir.

Maria do Sol é um livro curtinho e bem gostoso de se ler.
Nele vamos conhecer Pedrinho, um garoto solitário, que não tem amigos, na realidade sua única amida é sua babá Milena. Filho de Vicentinho e sofia, que trabalham bastante para dá uma vida confortável ao filho, mas acaba faltando o principal, dá atenção e carinho. 
No dia do aniversário de sua vó, Pedrinho vai a fazenda e lá conhece uma garotinha chamada Maria do Sol, eles passam um dia bastante agradável, mas Maria do Sol acaba dando atenção a outros meninos e Pedrinho com ciúmes acaba empurrando-a na piscina e corre para se esconder e escuta que ele matou a menina.
Pedrinho cresce com a angústia, tristeza e lembranças daquela garotinha, se isola do mundo na adolescência e ingressa no curso de psicologia, quando as lembranças começam a perturbá-lo novamente, chegando até a sonhar com Maria do sol a ponto de vê-la próximo ao ponto de ônibus, ele resolve se abrir com o psicologo e novos rumos sua vida toma.
Esse livro vai nos mostrar como a falta de diálogo com uma criança e a ausência dos pais podem afetar uma criança.

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

[Entrevista] Afonso Celso

Hoje a entrevista é com o autor Afonso Celso, confiram a resenha que fiz de seu livro O Limpador de Quintais (Resenha



Suka: Fale um pouco sobre você:
Afonso: Nasci em uma pequena cidade chamada Morros/MA e, desde cedo me interessei pelas artes, notadamente a música e a literatura. Mais tarde, paradoxalmente, me formei em engenharia mecânica, profissão que exerci por vinte e dois anos. Sou compositor e "arranho alguns instrumentos". Tenho outra atividade profissional e divido meu tempo entre essa atividade, a literatura e a música. Como lazer gosto de cinema, praia, viagens, e um bom pate papo.

Suka: Você sempre quis ser escritor?
Afonso: Há muito tempo tinha vontade de escrever um livro. Adiei esse sonho durante muito tempo até que surgiu a ideia de escrever "A outra chance". Foi um livro que tomou dois anos de minha vida e a primeira pessoa que o leu foi a minha filha quando tinha apenas catorze anos. Vi que ela gostou muito e se emocionou. Foi o sinal para que eu continuasse escrevendo.

Suka: Como surgiu a ideia de escrever o livro O limpador de quintais?
Afonso: Como disse na resposta anterior, o sonho é antigo. Quanto ao romance "O limpador de quitais", a ideia me ocorreu quando eu morava em uma cidade chamada Barcarena/PA, na Vila dos Cabanos que é uma espécie de bairro da cidade e apareceu um menino em minha casa me pedindo para limpar o meu quintal. Percebi imediatamente que o que ele queria mesmo era comida. E, assim, eu o alimentei e ele vinha todo sábado. Fazia pequenos trabalhos, mais para passar o tempo e almoçar e depois ia embora. O personagem Oslec, da estória, na verdade, sou eu. Lei ao contrário.

Suka: Quanto tempo levou para escrever esse livro?
Afonso: Esse foi o livro que me tomou mais tempo porque o personagem principal, o menino Dudu, incrivelmente parecia ter vontade própria e, eu tinha imaginado um final para ele mas, quando me dava conta, ele estava "tomando" um rumo diferente. Tive que parar inúmeras vezes para "corrigir" o destino do menino. Foi engraçado.

Suka: Quais de suas obras você mais gostou de escrever?
Afonso: Essa é uma pergunta difícil de responder. Cada livro que escrevo é como um filho. Eu me dedico a produzir o melhor que posso pois o meu objetivo é provocar emoções nos meus leitores. Gosto de todos eles indiscriminadamente.

Suka: Quem te apoiou na sua ideia (editora, família, amigos)?
Afonso: Quem mais me apoiou foi, indiscutivelmente, a minha filha. Depois, amigos. Fique claro, no entanto, que você tem que tomar a decisão de escrever. É preciso fazer um auto-julgamento (o que é muito difícil) e, depois, pedir a alguém de confiança que lhe dê uma opinião sincera. Não adiantam opiniões de pessoas que só querem lhe agradar.

Suka: Fale um pouquinho sobre seu livro.
Afonso: "O LIMPADOR DE QUINTAIS" é um romance que retrata a vida de muitas crianças brasileiras. Fala de violência policial, tráfico de drogas, miséria, analfabetismo e ignorância. Mostra também que há pessoas que se preocupam com o bem estar de seus semelhantes. Fala de amor, perdão e de Jesus Cristo. É a estória do "dia-a-dia" de muitas crianças deste país.
Vou contar um segredo (só entre nós, rsrsrs): observe que o personagem Dudu imagina que conversa com o campinho de futebol e com a mangueira. Veja o que acontece na última página do romance. O que você entende?

Suka: Se quiser escrever mais alguma coisa que acredita ser interessante fique a vontade. 
Afonso: Gostaria de lhe falar e aos seguidores que o mais importante em qualquer projeto que tomemos é acreditar em nós mesmos. Se você não acredita em si, quem vai acreditar? Por isso digo-lhes que tudo é possível, nós somos capazes de qualquer coisa. Só precisamos acreditar.
Foi um enorme prazer responder as suas perguntas. Estou à disposição dos meus leitores.
Um beijo para todos!

Obrigada Afonso por se disponibilizar em nos responder.


Resultado da Maratona Literária de Páscoa

Galerinha essa maratona foi tensa! 
Confiram o vídeo!


Alguém fez maratona na páscoa?

[TAG] Páscoa em Livros

Hoje vim trazer uma TAG bem legal pra vocês. É a TAG Páscoa em Livros criada pelo canal Devorando Livros (Aqui)

Confiram minhas escolhas:


Temas: 

1. Um livro que gostaria que se reproduzisse como um coelho, que tivesse uma continuação.
Um Tom Mais Escuro da Magia
Quer adquirir o livro? AQUI

2. Um livro que te surpreendeu como o surpresa dentro de um ovo de Páscoa.
Érica
Quer adquirir o livro? AQUI 

3. Um livro doce na medida certa, como chocolate.
Amor de Cordel
Quer adquirir o livro? AQUI

4. Jesus morreu na Sexta-feira Santa e ressuscitou no domingo de Páscoa, um livro que começou ruim e depois ficou bom.
A Seleção
Quer adquirir o livro? AQUI

5. Um livro está na sua cesta.
O Diário de Anne Frank
Quer adquirir o livro? AQUI

Essas foram as minhas escolhas e deixo a dica para quem quiser fazer e n;ao esqueçam de dar os devidos créditos ao Devorando Livros.

[Série] Os 13 Porquês – Primeira Temporada


Título Original: 13 Reasons Why
Criado Por: Brian Yorkey
Gênero: Drama
Duração: 60 min/ Episódio
Ano Lançamento: 2017
Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos.

Essa série foi um “boom” nas últimas semanas, por onde você navegava pela web, só encontrava comentários e análises do pessoal que assistiu e muitos gostaram, por outro lado, uma grande parcela do público, achou que essa série é pura modinha, no meu ponto de vista, essa série serve de alerta para todos, pois ela retrata assuntos como; bullying, depressão e suicídio.


A personagem principal é a jovem Hannah Baker, ela se matou e deixou todo um esquema para mostrar os motivos que à levaram a chegar no ponto de cometer um suicídio. Gravando 13 fitas cassetes, Hannah mostra os culpados que fizeram isso com ela.

Destaque para outro personagem, um típico nerd do ensino médio, o jovem Clay Jensen recebe uma caixa de sapatos com essas misteriosas fitas cassetes, ele precisa ouvi-las e passar adiante. 

Os 13 Porquês tem uma forte mensagem para os jovens e aos pais, que é sobre bullying suicídio, na série vemos o lado daqueles que sofrem todos os dias, com provocações, humilhações até chegar no ponto da depressão e suicídio. 


A produção está impecável, sendo que essa série foi adaptada do livro escritor pelo autor Jay Asher, publicado em 2007. Essa série é original da Netflix, notamos que cada vez mais a nossa querida e amada Netflix está surpreendendo com séries e filmes de qualidade.

Um ponto que destaco, é que mostra também o lado da negligência dos professores e conselheiros escolares, pois Hannah pediu por diversas vezes ajuda e mesmo assim não obteve nenhum amparo ou auxilio. 

Resta para Jensen ouvir essas fitas e ver os motivos e pessoas que deixaram Hannah à fazer esse tipo de coisa.

[Resenha] Ossos do Clima


Livro: Ossos do Clima
Autor: André Souto
Páginas: 212
Ano: 2017

Sinopse: O misterioso desaparecimento de um renomado cientista, um incêndio criminoso, um roubo que deu errado e as mortes inexplicáveis de diferentes pesquisadores ao redor do mundo. Aparentemente nenhum desses fatos está relacionado, mas com o desenrolar da história fica evidente cada pequena conexão. Algumas nem tão pequenas assim. Entre inúmeras perguntas sem respostas e enigmas que parecem insolúveis acontece, em Brasília, a Cúpula Mundial do Clima, pano de fundo para tramas políticas que podem mexer com algumas das mais íntimas certezas dos protagonistas da trama, assassinatos e uma caçada pelas pessoas que podem mudar a nova ordem mundial. Junte-se a Alice Gianne e Amilton Vidal para tentar desvendar esse mistério e entender quais são os Ossos do Clima.

Afirmo sem medo de errar, o André tem uma pegada de Dan Brown e isso foi o que me deixou maravilhada com a escrita dele e com essa história que me prendeu no início ao fim. 
Ele vai tratar de um tema super atual, as mudanças climáticas e as indagações no meio cientifico, será que está ocorrendo de fato um aquecimento global?
Há aqueles que concordem, mas também há os que discordam. E existe algo por trás disso tudo, mas o que será?
Um renomado professor de climatologia chamado Caio Sodré, busca comprovar suas teorias, mas acaba desaparecendo.
Em seguida iremos ser apresentados a Alice Gianne, professora da UnB, portadora de Alexitimia e filha adotiva do Caio. Certo dia Alice ao entrar na secretária de seu departamento, encontra-a sendo consumida pelo fogo, em meio ao incêndio o secretário Bellini pede que ela encontre Caio.
Somos levado pelo autor a um outro momento, onde peças valiosas estão sendo roubadas e um dos "ladrões" Amilton os trai e leva consigo algo muito importante.
Além de outras pessoas estarem sendo eliminadas. 
Qual o motivo? 
Qual a ligação dos personagens? 
O que é tão valioso que não pode cair em mãos erradas?
O autor consegue nos envolver nessa história recheada de suspense e mistério.

Fui surpreendida do início ao fim e recomendo a leitura!

Quer adquirir o livro? Acesse Aqui

[Lançamentos] Abril - Catálogo Literário Record

Novos lançamentos de Abril do Catálogo Literário Record


Neste livro fascinante, Lewis Hyde explora os velhos mitos que afirmam ter sido o trickster – a figura mitológica que oscila entre o herói e o galhofeiro – quem fez deste mundo o que ele é. Primeiro, revisita as antigas histórias – Hermes na Grécia, Exu na África Ocidental, Krishna na Índia, Coiote na América do Norte, entre outros – e depois as compara à vida e às obras de criadores mais recentes, como Pablo Picasso, Michel Duchamp e Allen Ginsberg. Hyde argumenta que nosso mundo – complexo, ambíguo, belo e sujo – foi uma criação ainda não concluída do trickster. Notável em sua erudição, fluente e dinâmico em seu estilo, A astúcia cria o mundo figura entre as grandes obras da moderna crítica cultural.Autor de A dádiva, clássico moderno aclamado pela crítica e considerado por Margaret Atwood “O melhor livro (...) para criadores talentosos mas que não são reconhecidos. (...) Uma obra-prima.”Lewis Hyde é membro da Fundação McArthur e ex-diretor do Departamento de Escrita Criativa em Harvard. Atualmente professor de Escrita Criativa no Kenyon College, em Ohio.



A história da catástrofe mais devastadora da China. Entre 1958 e 1962, Mao Tsé-tung jogou o país em um delírio com o Grande Salto Adiante, uma tentativa de alcançar e superar economicamente a Grã-Bretanha em menos de quinze anos. O experimento terminou na maior catástrofe que a China já viu, destruindo dezenas de milhões de vidas. Ao invés de desenvolver o país para se equiparar às superpotências mundiais, comprovando assim o poder do comunismo — como Mao imaginara —, o Grande Salto Adiante na verdade foi um passo gigante e catastrófico na direção oposta.Frank Dikötter nasceu na Holanda, em 1961, e se formou em História e Russo pela Universidade de Genebra. Desde 2006, é professor catedrático de Humanidades na Universidade de Hong Kong. Pioneiro no uso de fontes do arquivo chinês, publicou mais de dez livros que mudaram a visão dos historiadores sobre a China moderna.

Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar não fala de amor, mas de amizade. São 122 textos ao longo de mais de 200 páginas que combinam reflexões de companheirismo e humor do cotidiano com lembranças da infância e um ou outro conselho sobre convivência.Com mais de 145 mil exemplares vendidos no Brasil, Carpinejar já foi duas vezes vencedor do Prêmio Jabuti (2009 e 2012) e ganhador de outros vinte prêmios literários.Carpinejar atua como comentarista do programa Encontro com Fátima Bernardes da Rede Globo e colunista dos jornais Zero Hora e O Globo.Escolhido pela revista Época como uma das 27 personalidades mais influentes na internet, Carpinejar possui 110 mil seguidores no Instagram , 305 mil seguidores no Twitter e 480 mil curtidas no Facebook.


Neste romance repleto de beleza literária e cores realistas, tão chocante quanto maravilhoso, tão particular quanto universal, Thales Guaracy olha Anita pelos olhos de Giuseppe Garibaldi, a única pessoa que testemunhou por completo a vida da revolucionária. E assim desvenda e nos apresenta, com estilo único, pessoal e emocionante, a mulher que se atira sozinha sobre o exército inimigo; que corta os cabelos do marido por ciúme e o ameaça com um par de pistolas; que abandona os próprios filhos entre desconhecidos para atravessar um país conflagrado, escondida sob as cartas de um carro de correio, até uma cidade sitiada. E que aprendeu que “as causas perdidas são as mais certas”, tornando-se uma das mais extraordinárias personagens da história, considerada a “heroína de dois mundos”, precursora e símbolo do feminismo, representação de mulher forte e independente.
Thales Guaracy, nascido em 1964 no bairro da Liberdade, em São Paulo, é escritor, jornalista e editor.


Conjunto de textos diversos, a obra é estruturada em três partes que se articulam entre si: Da servidão à fraternidade, Poder e subjetivação e Desejo de resistência. Joel Birman discute sobre os elementos da crise contemporânea: o esfacelamento da perspectiva de futuro, os vínculos sociais e afetivos frágeis, a hipervalorização do consumo. Joel Birman é professor titular na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professor adjunto do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS-UERJ). Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo, pós-doutorado pela Université Paris VII, é membro de honra do Espace Analytique.
Livro adotado em cursos de graduação e pós-graduação volta, com nova capa, depois de mais de 10 anos longe das livrarias.
Joel Birman é um dos psicanalistas mais conhecidos do país. Autor foi premiado duas vezes com o Jabuti, categoria Psicanálise e Psicologia, e recebeu o Prêmio Sérgio Buarque de Holanda, categoria Ensaio Social, da Biblioteca Nacional


Quis o acaso da geografia que o interior paulista e o Triângulo Mineiro estivessem na rota do narcotráfico internacional. A região é um ponto estratégico, caminho entre os países produtores da droga – Colômbia, Bolívia, Peru – de um lado, e os grandes centros de consumo, São Paulo e Rio de Janeiro, de outro. É pela rota caipira, como foi batizada, que se mede a pulsação da compra e venda de cocaína no Brasil. Durante quatro anos, o jornalista Allan de Abreu entrevistou policiais, juízes, promotores, traficantes e cocaleiros no Brasil, Paraguai e Bolívia. Reuniu milhares de documentos, a maior parte inéditos. O resultado é esta obra-prima da reportagem, radiografia corajosa do mercado das drogas no país.
Allan de Abreu é jornalista e vencedor do Prêmio Esso de Jornalismo na categoria Interior e finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo. Cocaína: a rota caipira é seu livro de estreia.


Com argumentação brilhante e extrema clareza, o aclamado economista Thomas Sowell demonstra de forma objetiva como os dados econômicos e as crenças populares são construídos de forma tendenciosa pelo senso comum, reforçados pelos políticos e divulgados pela mídia. Ao analisar algumas das falácias mais populares da economia, desfaz crenças amplamente difundidas sobre problemas urbanos, desigualdade de renda entre homens e mulheres e questões relacionadas às diferenças entre raças e países em desenvolvimento, entre outras.
Thomas Sowell é economista e tem mais de quarenta livros publicados, entre eles Basic Economics. Recebee a National Humanities Medal, o Bradley Foundation Prize e outros títulos honorários de diversas instituições acadêmicas. É membro sênior da Hoover Institution na Universidade de Stanford.


Clod é um Iremonger. Ele vive nos Cúmulos, um vasto mar de itens perdidos e descartados coletados em Londres. No centro dos Cúmulos está Heap House, um quebra-cabeça de casas, castelos, cômodos e mistérios recuperados da cidade e transformados em um labirinto vivo de escadas e criaturas rastejantes. Uma tempestade está se formando sobre Heap House. Os Iremonger estão inquietos, e os objetos falantes estão gritando cada vez mais alto. Os segredos que mantêm a casa em pé começam a vir à tona para revelar uma verdade sombria capaz de destruir o mundo de Clod. Tudo, porém, começa a mudar quando ele encontra Lucy Pennant, uma órfã rebelde recém-chegada da cidade...“O segredo de Heap House revolve e mistura nossas memórias da Londres de Dickens em uma história arrepiante e despojada sobre personagens desajustados e agradáveis.” — Gregory MaguireEdward Carey já teve seus livros traduzidos para 13 idiomas.


Garotas estão desaparecendo por todo o país, e, aparentemente, não há qualquer ligação entre os desaparecimentos. Cabe à recém-formada equipe de análise do Dr. Tony Hill ir atrás de pistas que estabeleçam padrões ou conexões. Mas, após um subordinado surgir com uma hipótese, um dos membros da equipe aparece morto, e a questão se torna pessoal. Agora, acompanhado de sua colega Carol Jordan, Hill embarca em uma campanha de terror psicológico onde os papéis de caça e caçador podem se confundir com facilidade. Depois de tantos anos investigando as mentes de homicidas insanos, a dupla está prestes a descobrir que homens sãos também matam.Com mais de 15 mil exemplares vendidos no Brasil, Val McDermid é autora de romances policiais aclamados internacionalmente e vencedores de importantes prêmios como o Anthony Award (Um corpo para o crime) e a Adaga de Ouro da Associação dos Escritores de Mistério da Inglaterra (O canto das sereias).


O processo científico avança por meio de erros, o que faz deles, portanto, peças essenciais para o progresso. Charles Darwin, William Thomson (Lord Kelvin), Linus Pauling, Fred Hoyle e Albert Einstein eram cientistas incríveis e deram contribuições brilhantes em suas áreas, mas deram também suas mancadas. Tolices brilhantes é um exame revelador da psicologia de cinco cientistas fascinantes que, apesar de seus erros, expandiram nosso conhecimento sobre a vida na Terra e sobre a evolução do planeta e do universo.
Mario Livio é astrofísico internacionalmente conhecido do Space Telescope Scrience Institute de Baltimore, EUA.
É autor de Razão áurea, que ganhou o Prêmio Internacional Pitágoras e o Prêmio Peano, A equação que ninguém conseguia resolver e Deus é matemático, todos pela Record e somando mais de 17 mil exemplares vendidos.

Fica A Dica!