[Unboxing] Nerd ao Cubo #28 - Confronto

Dessa vez o unboxing é da Nerd ao cubo, com o tema confronto, e eu não gostei muito, espera mais da caixa.


Confiram o vídeo! E Não esqueça de deixar um LIKE:


[Resenha] Chaves - A História Oficial Ilustrada


Livro: Chaves -  A história oficial ilustrada
Páginas: 208
Ano: 2012
Comprar: Físico


Sinopse: Roberto Gómez Bolaños, o humorista que deu vida a 'Chaves' e 'Chapolin Colorado', ganha uma homenagem nesta obra. O leitor poderá ter contato com uma biografia que resume alguns dos episódios mais marcantes da vida e dos anos de carreira do escritor, roteirista, ator, diretor, dramaturgo, comediante e compositor mexicano.

Assisti Chaves e Chapolin Colorado durante minha infância e gostava bastante, com o tempo me afastei da televisão e deixei de assistir, mas sempre que posso eu dou uma paradinha para desfrutar e recordar alguns episódios.

"Sigam-me os bons."

Quando vi esse livro decidi que tinha que lê-lo, pois pouco sabia sobre o ator Roberto Gómez Bolaños, um grande homem, um grande escritor.
E confesso que me surpreendi com o que li, e olhe que não sou de lê biografias, mas fiquei fascinada em saber um pouco mais sobre essa pessoa que estava por trás do Chaves.

"Não contavam com minha astúcia!"

O livro é dividido em três partes, cada uma contando um pouco da trajetória de vida, da infância ao sucesso. E ao final do livro encontraremos imagens para que possamos recordar um pouco e matar a saudade.

"Com o tempo, aprendi a apreciar mais as paisagens e uma boa companhia. Tenho pequenos momentos de infelicidade, como todo mundo; mas tenho momentos enormes de felicidade que nem todo mundo tem. Além disso, para continuar sendo jovem você precisa ter projetos. Quem os tem, pode ser jovem, mesmo se tiver 90 anos. Quem não os tem, é um ancião mesmo que tiver apenas 15 anos."

É um livro curtinho, recomendo para quem é fã ou apenas gosta do Chaves, pois é uma história que deve ser lida.

Unboxing Turista Literário #14 (Julho)

Unboxing do Turista Literário do mês de Julho, foi surpreendente!!! 


Confiram o vídeo! E não esqueçam de deixar um LIKE:



[Resenha] O Deserto do Amor


Livro: O Deserto do Amor
Autor: François Mauriac
Páginas: 182
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: O premiado romance de François Mauriac sobre um triângulo amoroso improvável O deserto do amor retrata o triângulo amoroso do doutor Paul Courrèges e seu filho adolescente, Raymond, pela mesma mulher: Maria Cross. Raymond, no auge dos seus 17 anos, encontra Maria Cross casualmente no bonde. Maria flerta com ele sem saber que o garoto é filho do seu estimado médico, Courrèges, desencantado com seu casamento e também apaixonado por ela. Publicado em 1925, O deserto do amor mantem-se atual tratando de enfermidades e vícios, da surda inquietação da juventude, das tentações falazes da carne e do ciúme descortinado.

Um livro interessante, que irá permear entre o passado e o presente de Raymond Courrèges, um home de 35 anos que morar em Paris e após 17 anos reencontrará sua paixão Maria Cross.

"Sempre fora seu martírio aquela incapacidade de exprimir os próprios sentimentos."

Courrèges morava em Bordeaux com sua família, na adolescência irá conhecer Maria Cross quando pega o bonde voltando para casa e irá apaixonar-se por ela, esses encontros que era casual, passará a ser frequente, quando eles finalmente trocam algumas palavras. Daí em diante ele passa a alimentar um amor platônico por ela, além do desejo de que esse amor se consumasse e paralelo a isso ele tem uma relação conflituosa com seu pai Paul Corrèges, médico bastante estimado, conhecia bem Maria Cross (ou acha que conhecia), ele também alimentava um amor por ela, insatisfeito com seu casamento, ele tinha esperanças que a forma em que ele a tratava significasse mais do que uma relação médico-paciente.

"- Realmente, na maioria, os grandes sábios podem ter sido grandes amantes; mas não conheço nenhum que tenha sido um passional."

Iremos nos deparar com um triângulo amoroso, onde o desejo de Raymond é a vingança, com a leitura veremos a evolução e amadurecimento dos personagens.

Maratona da Independência

Vai ter maratona nesse feriado a independência e mais uma vez em parceria com a Emanuelle Souza (Canal Eu leio, e você?) e a Grazi (Canal Adoro um Livro

Confiram o vídeo e conheçam mais sobre a Maratona.



Essas são minhas escolhas:



E é isso gente, participem também!

Revista Conexão Literatura Nº 27


Nesta nova edição trazemos a atriz e escritora Elisa Lucinda, poetiza ativa que já publicou várias obras e que participa constantemente das novelas da Rede Globo. Confira entrevista exclusiva nas páginas da revista.
Bruno Borges (Menino do Acre), escritor que teve repercussão nacional e internacional, também cede entrevista exclusiva para a nossa revista. Entenda um pouco mais sobre o caso.
O leitor também poderá conferir as resenhas dos livros O Açougue Maldito, por Ângelo Miranda e O Condenado, por Rafael Botter. Já Raphael Albuquerque estreia com o conto A Anciã do Bosque. Entrevistas com os escritores Anis Nacfur Júnior, Gi Lobato, Junior Salvador e a escritora internacional Lauren Blakely, também fazem parte desta edição.
Baixe gratuitamente e compartilhe com os seus amigos.
Forte abraço e até a próxima edição :)
Ademir Pascale - Editor
Twitter: @ademirpascale

Essa edição está ótima, conheci um pouco mais obre a escritora Elisa Lucinda que até então não conhecia, mas fiquei bem interessada em conhecer seu trabalho, além de entrevistas com outros escritores, teremos resenhas de títulos bem bacanas que já coloquei na lista e um conto muito bem escrito. ainda não leu? Corre lá e baixe a sua!

Ah! Quem tiver o interesse em anunciar, ser entrevistado, fazer parceria ou publicar na revista entrem em contato (Aqui)

E para baixar essa edição é só clicar (AQUI)

[Resenha] A Casa das Sete Mulheres


Livro: A Casa das Sete Mulheres
Autora: Leticia Wierzchowski
Páginas: 462
Ano: 2017
Comprar: Físico

Sinopse: Durante a Revolução Farroupilha (1835-1845) — uma luta dos latifundiários rio-grandenses contra o Império brasileiro —, o líder do movimento, general Bento Gonçalves da Silva, isolou as mulheres de sua família em uma estância afastada das áreas em conflito, com o propósito de protegê-las. A guerra que se esperava curta começou a se prolongar. E a vida daquelas sete mulheres confinadas na solidão do pampa começou a se transformar. O que não está nos livros de história sobre a mais longa guerra civil do continente está neste livro de Leticia Wierzchowski, um exercício totalizador sobre a violência da guerra e sua influência maléfica sobre o destino de homens e de mulheres.

A casa das sete mulheres é um romance histórico, ora narrado em terceira pessoa, ora em primeira, é uma trilogia que terá como cenário a Revolução Farroupilha, mas aulas de história a parte. Foquemos na narrativa.

"A arte de sofrer é inconsciente... E é preciso fingir que se vive, é preciso."

A Guerra havia estourado, Bento Gonçalves líder da revolução, envia sua esposa, filhos (as), sobrinhas e irmãs para Estância da Barra que fica afastada da guerra, enquanto os homens mais velhos da família o acompanha.
A Estância é um lugar cercado de beleza natural e essas mulheres terão que viver ali, afastadas, de tudo e de todos, até que a guerra chegue ao fim.
Ana, Maria Manuela, Caetana, Perpétua, Rosário, Mariana e Manuela irão viver naquele lugar da melhor maneira possível, cada uma com seus sonhos, orações e afazeres. Mas nem todas sabem viver com aquela paz, em meio a guerra e as perdas.

"Numa casa de mulheres, as notícias correm rápido."

Dentro da narrativa encontraremos os "Cadernos da Manuela", onde ela irá contar sua visão da guerra, suas angústias, seus sentimentos pelo aliado de seu tio, o italiano Giuseppe Garibaldi, um amor impossível visto que ela está comprometida com seu primo Joaquim que está na guerra.
Uma guerra que durou 10 anos, será contada com detalhes da batalha. Viveremos o drama dessas mulheres vendo seus filhos e maridos indo em busca de uma República com a incerteza de que irão voltar.

"A tristeza não se mostra é uma espécie de nudez."

O leitor mergulhará de fato na escrita da autora e sentirá com os personagens a angústia da espera, veremos amores impossíveis surgirem e até sobrenatural.
Uma leitura densa, rica em detalhes, a cada página lida vemos a coragem e a força dos personagens diante das situações.

"Não queria que ninguém soubesse, nem de longe, quanto lhe pesava aquela nova solidão. A solidão de não ter mais por quem esperar."

É um livro que vale a pena ser lido.